O que é e quem pode fazer a Fisioterapia em Reabilitação Cardíaca?

As doenças cardiovasculares estão entre as principais causas de morte no mundo inteiro. Ainda assim, os pacientes de menor risco podem fazer a Fisioterapia em Reabilitação Cardíaca.

Por que fazer?

Antes, acreditava-se que um paciente de cirurgia cardiovascular deveria ficar em repouso total. Hoje, sabemos que a completa inatividade também pode favorecer fatores adversos que levam a complicações, como trombose venosa, embolia pulmonar, fraqueza, entre outros problemas.

A Fisioterapia em Reabilitação Cardíaca é um tratamento que visa a prevenção de complicações do infarto ou da cirurgia cardiovascular realizada. A fisioterapia ajuda o paciente na recuperação de seu estado clínico, físico, psicológico, além de acelerar sua volta às atividades rotineiras, como locomoção, higiene e alimentação.

Como funciona?

O tratamento começa na enfermaria - a fase hospitalar - com atividades de baixa intensidade, como exercícios de equilíbrio, alongamento, resistência. Em um programa precoce de pós-hospitalização, o paciente realiza um grupo de exercícios monitorados e supervisionados por médicos. Depois, em casa ou em hospitais e clínicas especializadas, são adicionadas novas atividades compatíveis à rotina ou à preferência recreativa do paciente.

Quem pode fazer?


A decisão deve ser tomada pela equipe médica e fisioterapêutica. Geralmente, pacientes de doenças como insuficiência cardíaca, infarto do miocárdio, doenças coronárias e valvares, cardiopatias congênitas e doenças das artérias e veias podem ser tratadas com esse tipo de fisioterapia. A frequência das atividades depende do estado clínico da pessoa.