Hipertensão: como prevenir e controlar

Você sabia que o horário de maior incidência de ataques cardíacos é entre seis da manhã e meio-dia e que 40% a 60% desses casos ocorrem em pessoas hipertensas? Isso porque a pressão arterial tende a ser mais elevada ao acordar. Essa ascensão pode provocar infarto do miocárdio e derrame, principalmente se a pessoa sofre de hipertensão.  

Atualmente, a hipertensão ou pressão alta é considerado um dos principais fatores de risco associado diversas doenças. Por isso pode ser considerada como a principal causa de morte no mundo. Essa síndrome metabólica se caracteriza pela elevação dos níveis tensionais no sangue e está presente em 20% da população brasileira. Entre pessoas obesas, essa taxa sobe para 50%.

Entendendo melhor a hipertensão

O seu coração realiza dois tipos de movimento: sístole e diástole. A sístole é quando ele contrai e bombeia sangue pelas artérias para o resto do corpo, criando uma pressão nas artérias, cujo valor normal é de 120 mmHg (milímetro de mercúrio). Se a pressão estiver acima de 140 mmHg, isso configura hipertensão. A diástole, por sua vez, é o repouso do coração entre uma batida e outra. Nesse momento, a pressão arterial diastólica normal é inferior a 80 mmHg, sendo considerada hipertensão se for igual ou superior a 90.

As causas

Em 90% dos casos, a hipertensão é hereditária. Em uma minoria, ela pode ser causada por uma doença relacionada, como distúrbios da tireoide ou em glândulas endocrinológicas, como a suprarrenal. Entretanto, existem fatores que influenciam os níveis de pressão arterial, entre eles:

- Fumar;

- Consumir bebidas alcoólicas;

- Obesidade;

- Estresse;

- Consumir muito sal;

- Altos níveis de colesterol;

- Falta de atividade física;

- Diabetes;

- Dormir mal.

A incidência de hipertensão aumenta com a idade. Com o tempo, as artérias envelhecem, calcificam e perdem a capacidade de se dilatar. Cerca de 70% dos adultos acima de 50 anos possuem a doença.

Os Sintomas

Na maior parte das vezes a hipertensão é assintomática. Além de informar o seu médico sobre casos de hipertensão na família e check-ups regulares, você pode ficar atento a sintomas que aparecem quando a pressão sobe, como:

- Dores no peito;

- Dor de cabeça;

- Tonturas;

- Zumbido no ouvido;

- Fraqueza;

- Visão embaçada;

- Sangramento nasal.

Tratando a hipertensão

Apesar de não ter cura, a hipertensão pode ser controlada. Depois da consulta, o médico determina o melhor método para o caso do paciente, que pode ou não envolver o uso de medicamentos. É fundamental adotar um estilo de vida mais saudável, como:

- Manter o peso adequado;

- Não abusar do sal;

- Praticar atividade física regular;

- Parar de fumar;

- Moderar o consumo de álcool;

- Evitar alimentos gordurosos;

- Controlar o diabetes e outras doenças relacionadas.

Como se prevenir

Faça um check-up anual com o médico para acompanhar a pressão e adote as práticas listadas acima nos tratamentos.