Conheça os exames mais indicados na hora de cuidar do coração

Você sabia que um em cada três adultos morre em decorrência de doenças cardiovasculares? Para não entrar na estatística, a avaliação médica precoce e regular é uma alternativa importante que ajuda a retardar e até evitar a ocorrência desse tipo de problema.

Estudos específicos de diagnóstico ajudam a determinar se você tem ou é propenso a ter alguma doença cardíaca. Os exames que o médico indicará ao paciente dependem de variáveis diversas, como fatores de risco, histórico de saúde, sintomas, entre outros. Abaixo explicamos para você a importância de cada um e qual a sua função na medicina:

Radiografia do tórax

Nada mais é que uma “fotografia” detalhada do tórax e/ou peito. O Raio X, como também é chamado, avalia as estruturas e órgãos dessa região do corpo, como coração e pulmões, e além de mostrar o posicionamento de marca-passos e cateter.

Eletrocardiograma ou ECG

Tecnicamente é um exame simples, mas sua interpretação requer bastante cuidado. Ele avalia a atividade elétrica do coração e pode determinar sua frequência, diagnosticar um ataque cardíaco ou se o fluxo de sangue local é pobre, além de avaliar outras anormalidades cardíacas. O ECG é solicitado como parte dos exames de rotina, quando o paciente se queixa de algum sintoma relacionado ou está com suspeita de doença cardíaca.

Ecocardiograma ou ecocardiografia

Podemos dizer que o ECO é um ultrassom do coração, usado para avaliar os batimentos e estruturas do órgão. Em certos casos o exame “normal” não consegue trazer o resultado esperado e é preciso injetar um “meio contraste” na veia - um líquido que deixa a imagem mais nítida.

Cateterismo

É uma sonda introduzida no coração através de uma artéria ou veia que permite aferir a pressão e o fluxo sanguíneo local, examinar se há algum estreitamento arterial, medir a concentração de oxigênio, colher amostras de sangue, avaliar as válvulas e fazer uma biópsia do miocárdio - o músculo cardíaco.

Tomografia computadorizada

É um exame que combina múltiplas imagens de raio-X computadorizadas para analisar a anatomia do coração. Assim como o ecocardiograma, a tomografia pode utilizar contraste para detalhar também a circulação, as artérias e as veias.

Ressonância magnética

Através de ondas de radiofrequência esse exame produz imagens das estruturas internas do tórax, permitindo visualizar os batimentos do coração até mesmo tridimensionalmente (3D).

Teste ergométrico

Normalmente esse exame é solicitado aos pacientes que desejam saber se podem praticar exercícios físicos de maior esforço. É feito enquanto o paciente caminha em uma esteira acoplada a um computador que registra o desempenho cardíaco durante a atividade (caminhada, corrida, pista ascendente etc). O resultado vem das informações que o exame oferece sobre a situação das reservas coronárias e do músculo cardíaco em movimento.

Exames laboratoriais

São os famosos exames de sangue e é de extrema importância que sejam feitos regularmente. O acompanhamento do colesterol e suas frações, dos triglicérides e de alguns marcadores (como proteína creatinina e homocisteína) é fundamental para a prevenção de doenças cardíacas e para o diagnóstico e controle em estágios avançados, quando o paciente já possui alguma doença.

*Os exames apresentados acima são os mais recomendados para cuidados com o coração. Além deles existem diversos estudos, técnicas e procedimentos especializados que podem ser usados pelos médicos, sempre respeitando e observando a individualidade e necessidade de cada paciente.