Aneurisma da Aorta Torácica: entenda o que é e as formas de tratamento

A aorta é a maior artéria do corpo humano, está conectada ao ventrículo esquerdo do coração e é responsável por carregar o sangue oxigenado para a parte inferior do corpo, como o abdômen e as pernas. O Aneurisma da Aorta Torácica acontece na região do peito e pode se desenvolver durante anos, resultando na diminuição da pressão arterial em todo o corpo.

Por ter sintomas silenciosos, o Aneurisma da Aorta Torácica pode não ser percebido a tempo de ser tratado sem intervenção cirúrgica. Quando o aneurisma se expande os sintomas mais comuns são dor no peito (também conhecida como Angina, falamos sobre ela neste post), dor na parte inferior das costas, dificuldades para respirar, tosse e rouquidão. Para identificar o problema é aconselhado fazer exames de raio-x.

São várias as causas que podem levar um indivíduo a desenvolver o Aneurisma da Aorta Torácica, dentre elas a aterosclerose - mais comum em pessoas com hipertensão ou fumantes. Portadores da Síndrome de Marfan (doença do tecido conjuntivo caracterizada por membros anormalmente longos), pessoas com predisposição genética ou inflamação da aorta também podem desenvolver o aneurisma.

Tratando o Aneurisma da Aorta Torácica

O tratamento pode variar de acordo com o grau do aneurisma. Mas, normalmente, existem três formas de tratar:

  1. Observação Clínica: nem todo aneurisma precisa de intervenção cirúrgica. O tempo de observação clínica é determinado pelo médico, deve ser constante e levado muito a sério. Em casos de pressão alta o médico prescreverá medicamentos. Nesta etapa é importante observar também seus hábitos de vida. Praticar exercícios, abandonar os vícios e buscar uma alimentação saudável são prevenções que só dependem de você.

  2. Tratamento Cirúrgico: neste caso é feito uma incisão na região onde aconteceu o aneurisma, substituindo a parte enfraquecida da aorta por um enxerto. O paciente costuma permanecer de 5 a 7 dias no hospital e a recuperação dura em torno de 60 a 90 dias.  

  3. Tratamento Endovascular: aqui realiza-se uma cirurgia minimamente invasiva. Os cateteres são inseridos na região da virilha e a parte enfraquecida da aorta é substituída por uma endoprótese. Entenda mais sobre esse tratamento aqui.

Fique atento aos sintomas da doença e não deixe de visitar um médico especialista pelo menos uma vez ao ano. Levar uma vida saudável é a forma mais eficaz de evitar um aneurisma e manter as aortas e artérias do coração desobstruídas e saudáveis.